Voltar
12 de novembro de 2018

Redes nacionais e locais expandem no Rio Grande do Sul

Lebes Restinga está entre as lojas de redes com novas unidades no Estado em 2018 CLAITON DORNELLES /JC – Jornal do Comércio

 

Guilherme Daroit Se a retomada econômica esperada não veio, 2018, pelo menos, trouxe, ao comércio gaúcho, um sopro de reaquecimento. Além de um crescimento do setor acima da média nacional, o Estado parece ter entrado de vez na rota da expansão das grandes redes varejistas. Seja pela abertura de novas unidades de bandeiras que já atuavam em solo gaúcho, seja pelo desembarque de cadeias nacionais, os movimentos nesse sentido vêm se sucedendo nas últimas semanas e não demonstram perder o fôlego. Entre as redes locais, a Lojas Lebes, por exemplo, prepara, para o fim de novembro, a inauguração da mais midiática unidade de sua rede desde a abertura da loja na antiga Guaspari, no Centro da Capital, no ano passado. Será na Restinga, na Zona Sul de Porto Alegre, que, segundo o presidente da Lebes, Otelmo Drebes, será a primeira loja de porte médio no bairro, um dos mais populosos da Capital. Ao todo, serão sete faixas cortadas pela Lebes em 2018, seis delas no Rio Grande do Sul (a outra fica em Sombrio, Santa Catarina), aumentando a rede para 160 endereços. “São oportunidades que aparecem, mesmo em época mais difícil, e, quando ocorrem, buscamos aproveitar”, justifica Drebes. Outro destaque regional é a Quero-Quero – administrada há uma década pelo fundo Advent e com forte presença no Interior -, que, apenas na última semana, divulgou a inauguração de lojas em Gravataí (sua quinta unidade na cidade) e em Faxinal do Soturno, além de mais unidades no Paraná. Embora a Quero-Quero não fale sobre seus planos, fontes ligadas ao mercado calculam em 35 as lojas abertas pela rede em 2018 nos três estados do Sul, levando a bandeira a quase 300 pontos, pelo menos 80% deles no Estado. A aposta, porém, também está sendo feita por redes nacionais, algumas delas, inclusive, que não estavam atuando por aqui. Prometida há meses, no início de dezembro, a rede catarinense Havan, finalmente, abre sua primeira loja no Rio Grande do Sul, em Passo Fundo. A cadeia, presente em outros 16 estados, tem marcada também outra inauguração em Caxias do Sul para 2019. O município do Planalto é, ainda, porta de entrada para a Pernambucanas, que retornou oficialmente ao Estado na semana passada com a inauguração em Passo Fundo e, até o fim de novembro, promete a abertura de uma nova unidade em Pelotas. O retorno da Pernambucanas ao Estado após mais de uma década só não é mais marcante do que o realizado pela Casas Bahia. Ainda administrada pela família Klein, a rede teve uma aparição fugaz no Rio Grande do Sul nos anos 2000, com a exuberante abertura de quase 30 lojas e o fechamento de todas elas em apenas cinco anos.

Fonte: Jornal do Comércio

Voltar para notícias