Voltar
17 de outubro de 2019

Com farmácia, restaurante, banco e faculdade, Lebes inaugura megaloja no Quarto Distrito

Com 5,4 mil metros quadrados, unidade na Avenida Farrapos abrirá as portas nesta quinta-feira

Em meio às iniciativas pontuais que, aos poucos, modificam a cara do Quarto Distrito de Porto Alegre, um novo empreendimento promete trazer movimentação à Avenida Farrapos a partir das 9h desta quinta-feira (17). À semelhança da operação que ocupa um prédio da antiga Guaspari no Centro Histórico, a Lebes irá inaugurar uma megaloja nas proximidades com a Avenida Sertório. A área de 5,4 mil metros quadrados contará com loja de departamentos, agência bancária, café, restaurante e farmácia, além de uma faculdade voltada com ensino técnico presencial e cursos de graduação à distância.

— Quando a gente abriu no Centro, já tínhamos 10 lojas em Porto Alegre, mas muitas pessoas achavam que era a primeira. Aquela loja marcou a empresa. O que queremos aqui é consolidá-la na capital gaúcha — conta Otelmo Drebes, presidente da rede sexagenária que começou em São Jerônimo, na Região Carbonífera.

O amplo imóvel que abriga a chamada life store da Lebes no Quarto Distrito, alugado há cerca de um ano, pertence a uma empresa do grupo Bradesco — o banco terá uma agência no térreo. Enquanto os dois primeiros pavimentos comportam a loja, com produtos de moda, móveis, eletrodomésticos e tecnologia, além de uma área de 500 metros quadrados para produtos de cama, mesa e banho. O terceiro andar conta com um restaurante e com seis salas de aula da QI Faculdade & Escola Técnica.

Na parte térrea, além da agência bancária, ficam o café e uma farmácia. Dentro da loja, um chimarródromo disponibilizará água quente para clientes e visitantes. O local, que conta com 150 vagas de estacionamentos, deve funcionar diariamente, das 9h às 21h.

Segundo o presidente da Lebes, a escolha pelo Quarto Distrito é uma aposta na revitalização da área, mas também visa a atender a uma demanda proveniente da Região Metropolitana. Além disso, os serviços oferecidos pela megaloja, acredita, devem atrair moradores e trabalhadores do entorno — o ponto fica pouco mais de uma quadra da estação Farrapos da Trensurb.

— O Quarto Distrito ainda está no segundo plano, mas existe a intenção de que seja revitalizado. É uma oportunidade de participarmos disso. E não é uma aposta no escuro: não tem nada desse tipo na região, e grande parte das pessoas que chegam a Porto Alegre passam por aqui — avalia Drebes.

A chegada da Lebes também esboça uma reação do comércio na degradada Avenida Farrapos. De acordo com a prefeitura, a via teve retração na emissão de alvarás de 2011 a 2017, quando 165 empresas fecharam na avenida. Em 2018, a abertura de empresas na Farrapos superou as baixas pela primeira vez na década, com 49 novas licenças e 22 fechamentos.

Fonte: Gaucha ZH

Voltar para notícias