Voltar
02 de junho de 2020

Lebes e Samsung fecharão lojas em shopping da Região Metropolitana

 

O centro de compras tem 53 operações e os serviços essenciais seguem em funcionamento

 

As empresas Lebes e Samsung fecharão suas lojas no Gravataí Shopping Center. O comunicado foi enviado por elas e a tramitação do contrato está em andamento, segundo a direção do empreendimento. O shopping informa que apenas as duas marcas solicitaram o encerramento das atividades.

“O shopping acompanha toda a situação vivida no país e no mundo com a pandemia de COVID-19 e entende os possíveis impactos econômicos e sociais que ela pode causar, por isso continua focado na preservação das atividades comerciais, na manutenção dos contratos, na mitigação aos danos à economia e na proteção de postos de trabalho.” diz trecho do comunicado do Gravataí Shopping Center.

Além delas, a Panvel está fechada temporariamente, diz a direção do empreendimento. E, mesmo no período de restrições para evitar o avanço da covid- 19, seguem em funcionamento as operações de serviços essenciais como o supermercado Rissul, Lojas Americanas e algumas unidades de alimentação com delivery. O shopping tem 53 lojas.

A Lebes é considerada uma loja âncora, como são chamadas as operações maiores dos centros de compras. Em nota, a empresa informa que já tinha um planejamento de realocação de algumas filiais para 2020 e aproveitou o período de pandemia, em que o comércio ainda está fechado, para colocar em prática o projeto.

“A filial 125, do Shopping de Gravataí, já estava planejada para ser transferida para São José do Norte. até por que Gravataí vai continuar sendo super bem atendida, com quatro operações no município. Outra realocação é na filial de Criciúma (SC), que será transferida para o município vizinha de Araranguá (SC)”, informou a Lojas Lebes em nota.

O shopping diz que já há negociações comerciais em andamento com uma grande varejista que pode vir a se instalar no espaço da Lebes. Já a Samsung é loja satélite, ou seja, de menor porte.

 

Fonte: GaúchaZH

Voltar para notícias