Voltar
30 de dezembro de 2021

LOJAS LEBES

Acompanhando o movimento de digitalização global dos últimos anos e com o desejo de estar cada vez mais próxima dos seus clientes, a Lojas Lebes, uma das maiores redes de varejo do Rio Grande do Sul, renovou a aparência e deu ainda mais vida a sua assistente virtual, a Lê.

Ela sofreu mudanças e adaptações, e renasceu como a personificação digital da Lebes, carregando em seu DNA a essência e o propósito da marca.

Com o jeito Lebes de ser, a Lê ganhou nova aparência, linguagem, atitude e ficou muito mais “sangue verde”. Além disso, deixou de ser apenas a assistente virtual e conquistou mais espaço, tornando-se a facilitadora da marca no meio digital e dando todo o suporte necessário para o atendimento ao cliente.

Para este makeover, a Lebes realizou uma ampla pesquisa que levou em conta as expectativas e opiniões dos colaboradores e dos clientes. Assim, com base nos feedbacks e em estudos, nasceu a nova Lê: uma mulher casual, prática, batalhadora e alto astral, que valoriza suas origens e a família. Sempre simpática e incansável, a Lê tem como principal missão aproximar as pessoas dos seus sonhos.

A nova Lê ganhou vida através do trabalho do Marketing da Lojas Lebes, em parceria com a BCode, empresa focada em estratégia de marca, e com a Alopra, renomado estúdio de ilustrações e animações. Todo o processo criativo e de desenvolvimento da personagem pode ser conferido em um vídeo, já disponível nas redes sociais da marca.

“Toda essa transformação da Lê faz parte de um único movimento que estamos realizando já há alguns anos que é de nos tornarmos cada vez mais phygital e facilitarmos a vida dos nossos clientes. Queremos que cada um se sinta abraçado pela nova Lê, que estará em todos os nossos pontos de contato”, comenta OtelmoDrebes Jr., Diretor de Marketing, Vendas e Gente & Gestão da Lojas Lebes.

A partir de agora, a Lê estará presente também na revista, no site, nos canais de atendimento, no PDV, nas mídias e nos demais conteúdos promocionais e institucionais da rede de varejo.

 

Fonte: Coluna do Nenê

Voltar para notícias